Capítulo 7- Dinobots Vs Sekeers

O helicóptero caiu na água. Na altura não me apercebi se era um rio ou uma piscina, só quando espreitei pela janela, notei que estávamos a boiar perto das docas. Para piorar, o helicóptero começara a virar de lado. O piloto forçou a barreira que se encontrava na porta, e conseguiu abri-la, num momento em que o chão do helicóptero já estava a afundar na diagonal. Então pulámos para as docas, e vimos o helicóptero afundar-se debaixo de nós.

-E agora, o que fazemos? – Disse Sari.

-Não caímos longe daquelas Docas… Será que a gente consegue chegar lá? – Informou o piloto. Não havia outra escolha, por isso todos nadámos até uma escada submersa que se encontrava ao pé do cais. Subimos, e fomos até ao topo. Encontrámo-nos a meio do cais. De repente, os vários Dinobots aproximaram-se. Eles vinham em linha, ao fundo do cais… E, na outra ponta, cinco F-15´s da força aérea vinham em direcção ao cais, frente aos Dinobots. E, quando menos se espera, quando eles estão próximos de colidir, aconteceu lago que eu nunca irei esquecer… Os cinco aviões transformaram-se em robôs gigantescos. Isso mesmo, eles também tinham essa habilidade. Caminhando sobre o cais, o avião-robô que estava á frente aproximou-se de Grimlock. O robô era mais baixo do que os Dinobots, porém, não era feio e sujo como os Dinobots: Era branco-claro, com alguns detalhes vermelhos e azuis. Então o Dinobots tornam-se nas formas alternativas deles, e Grimlock também se encontra com o avião-robô, bem á nossa frente…

-Já aniquilaste grande parte da cidade? – Disse o avião-robô.

-Ainda não, Starscream. Mas eu serei um grande orgulho para os sekeers, quando destruir na cidade. Os humanos são fracos, e nós somos poderosos demais para eles. Não será difícil tornar este local um vulcão activo e…

-Cala-te, Grimlock! – Gritou Starscream, interrompendo Grimlock… – As tuas profecias idiotas não servem para nada. Nós temos de exterminar a cidade, o mais depressa possível!

-A pergunta é… Mas porquê, líder Starscream? Você é que necessita dela destruída, eu não – Disse Grimlock, em forma de protesto. De imediato, Grimlock é atingido por uma forte rajada de vento nuclear vindo da arma de Starscream. Foi o suficiente para o processamento de Grimlock avariar-se.

-Tu és fraco sem mim, Grimlock – Disse Starscream -Nós somos uma aliança. Nós não somos só Sekeers e Dinobots, somos Decepticons!

Grimlock respondeu violentamente a Starscream:

-Tu és um Decepticon, Starscream. Eu sou um Autobot. Eu deveria proteger os humanos… Não atacá…

Algo estranho aconteceu: Grimlock começou a falar baixo. Depois o seu corpo abanava, como se ele estivesse a lutar contra si mesmo. Depois de deixar de se contorcer, não podendo evitar um “NUNCA!” em voz alta. Como se todos os Dinobots tivessem o mesmo pensamento, atiraram-se para cima dos aviões… Sekeers. Era o único nome que sabíamos. A luta parecia interminável: Os sekeers arrasavam tudo. Os Dinobots provocavam terramotos e atiravam tudo o que encontrassem contra eles. O preocupante era que a saída do cais estava apenas ao fundo, e seria de loucos atravessar pelo meio daquela luta… E o pior, uma torre de gasolina derramou por cima do gás, fazendo dois dos Dinobots, Slam e Slash escorregarem e caírem na água. Enquanto outro dos Dinobots corria para resgatá-los, Starscream e Grimlock lutavam. Então, Grimlock retira uma espada de chamas e, inesperadamente… Consegue cortar a não de Starscream, que caiu na gasolina. O problema é que a mão caiu em chamas, e a gasolina começou a arder… Foi o suficiente para nós entrarmos em pânico. Então corremos para um dos cantos mais escondidos. Não tínhamos como voltar., pois havia fogo á nossa volta. Não tínhamos como fugir, pois estávamos cercados. O único tempo que havia era para escrever esta crónica nas páginas do meu pequeno diário. Estou neste momento encurralado pelas chamas. Lutei de tudo para poder sobreviver. Mas perdi muito tempo a escrever este livro, e as chamas já estão próximas… Muito próximas…

 

 

 

Prólogo

 

Se estão a ler esta página perdida do meu pequeno livro, significa que eu sobrevivi. Eu chamo-me Jonh, tenho 34 anos. Sou casado com a minha noiva Sari, tenho dois filhos e sou grande amigo de Justin e do piloto da força aérea Borne. Encontrei este diário perdido no meu sótão, na minha caixinha secreta de recordações de infância. Desde que eu consegui voltar para casa, guardei o pequeno diário em segredo… E só hoje o encontrei. E foi o suficiente para refrescar a minha mente. Na altura, eu consegui sobreviver. Os Dinobots conseguiram derrotar os Sekeers e ajudaram-me a escapar. Hoje eles ainda vivem a proteger a cidade. Nos dias de hoje, decidi falar com um dos amigos de escola do meu filho que tinha um site chamado “Transformers blog” e ele postou a limpo esta história no blog. Como eu sei que passam por aí muitas pessoas de variadas idades, só digo que espero que tenham gostado bastante!

 

Abraços!

 

FIM

Anúncios

2 thoughts on “Capítulo 7- Dinobots Vs Sekeers

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s